Igreja Adventista do Unasp campus São Paulo celebra 100 anos

Tamanho da LetraA+A-

A Igreja Adventista do Sétimo Dia do Unasp campus São Paulo está comemorando 100 anos em 2017. A celebração aconteceu no sábado, dia 24 de junho. Apesar do Unasp-SP existir há 102 anos e as reuniões para culto acontecerem desde 1915 no campus, estima-se que a organização como grupo e posteriormente igreja oficial se deu no ano de 1917.

Em uma exposição montada no hall de entrada do templo, a comunidade pode conferir a linha do tempo com todos os pastores que já ministraram nesta igreja desde o seu início. Além da biografia de cada pastor, fotos e marcos históricos também resgataram a memória de momentos significativos para a história desta congregação.

A finalidade mais importante da celebração é louvar o nome de Deus, afirmou o pastor sênior da Igreja do Unasp-SP, Neumoel Stina, ao abriu o culto comemorativo na manhã de sábado.

“Essas comemorações, têm três objetivos. O primeiro objetivo é louvar a Deus; o segundo objetivo é para alegrar o coração das pessoas; e o terceiro motivo é para abençoar as pessoas. Para que mais pessoas venham ao conhecimento de Deus”, explicou Stina.

No decorrer do último século, diversas igrejas adventistas surgiram na região sul da capital paulista por influência da Igreja do Unasp-SP, por onde passaram e se formaram, pastores e ministros que impactaram o adventismo não apenas no Brasil como também no restante do mundo. Hoje esta mesma região é reconhecida por reunir a maior concentração de adventistas. Uma consequência do trabalho realizado por esta igreja ao longo dos anos.

O descerramento da placa colocada na fachada da igreja para registro deste centenário, foi realizado pelo presidente da sede administrativa da Igreja Adventista do Sétimo Dia para a Zona Sul da cidade de São Paulo, pastor Luiz Carlos Araújo e pela esposa do pastor Neumoel Stina, Marilisa Foffa Stina.

“Que isso seja para a glória de Deus. O marco de uma igreja centenária que já salvou milhares e milhares de vidas e famílias. Permita Deus que, enquanto Jesus não voltar, essa igreja continue fazendo esse trabalho bonito e continue sendo uma grande referência não somente para a comunidade aqui ao redor, mas também em outros lugares do mundo onde hoje chegamos pela internet, pela televisão e pelas mídias sociais que temos a nossa disposição. Do nosso coração, muito obrigado a todos vocês que fizeram esta igreja. Enquanto Jesus não vier, a igreja estará aqui para abençoar pessoas. Muito obrigado e louvado seja Deus”, enfatizou Stina.

por Murilo Pereira