Governador de São Paulo aborda os desafios da gestão pública em palestra aberta no Unasp

Tamanho da LetraA+A-

Crises econômicas, políticas, hídricas e sociais, mais de 13,5 milhões de pessoas sem emprego, Estados em situação fiscal apertada e reformas previdenciárias e tributárias que causam grande divisão, um cenário que chega a ser desanimador. E no meio disto tudo, cada vez mais jovens que chegam a fase adulta e ao mercado de trabalho no país e se deparam com essa situação.

Gerir a máquina pública de forma equilibrada e conseguir alcançar os objetivos da carreira profissional estão entre os principais desafios dos jovens brasileiros de acordo com um estudo da consultoria Universum. Jovens que estão saindo dos bancos das universidades cheios de sonhos e que buscam mudar o cenário onde vivem.

Na última quinta-feira (31), mais de dois mil os estudantes de 11 cursos de graduação do Centro Universitário Adventista de São Paulo (Unasp) puderam conhecer de uma ótica o cenário que o país envolvido. ‘Desafios Contemporâneos da Gestão Pública no Brasil’ foi o tema da aula magna para esta juventude dirigida pelo próprio governador do Estado, Geraldo Alckmin. A palestra aberta aconteceu no auditório da Igreja do Unasp, campus São Paulo, zona sul da capital.

“A formação do gestor público em suas diversas áreas seja administrativa, de saúde, Educação, direito, etc., é extremamente importante. E isso acontece não apenas no Governo, por meio do emprego direto, como também nas oportunidades associadas, a exemplo das PPPs, concessões e prestadoras de serviço. A formação de recursos humanos próprio é importante para termos um país melhor e a minha exposição veio nesse sentido, mostrar as oportunidades que os jovens podem se desenvolver e colaborar com crescimento do Brasil”, explica o governador.

Para a estudante de Administração, Maria Viviane, a exposição trouxe um melhor esclarecimento das contas públicas e dados que muitas vezes não são tão familiares para a maioria dos brasileiros.

“O governador explicou de forma bem simples os termos da política e economia que nem sempre são tão familiares assim. Eu que estou no 3º semestre do curso aprendi bastante. O que mais me tranquilizou foi saber quais são os investimentos e fomentos que estão feitos agora para serem colhidos em um futuro próximo para que eu possa usufruir. Tenho muito interesse em Cultura e Educação e depois de formada quero aliar essas duas áreas para trabalhar”, ressaltou a estudante.

“Para nós do Unasp é um privilégio receber o Dr. Geraldo Alckmin em nossa instituição para conversar próximo aos alunos e falar o que o mercado de trabalho espera deles. Nós e o Estado somos parceiros em querer formar no estudante, um cidadão preparado academicamente e consciente das ações cidadãs. É importante que o estudante veja a realidade social e os contextos que os aguardam daqui a alguns anos. Queremos entregar à sociedade o melhor de cada pessoa que passa pelos nossos bancos do ensino”, enfatiza o reitor do Unasp, profº Martin Kuhn.

Homenagem a Igreja Adventista

Durante a programação, a Igreja Adventista do Sétimo Dia recebeu uma menção honrosa por meio do seu presidente em território paulista, pastor Domingos Souza, que se tornou o mais novo cidadão paulistano. A placa comemorativa foi conferida pelo vereador Eduardo Tuma que destacou o papel social que a instituição tem no Estado.
“Esta placa é apenas um pequeno merecimento ao pastor Domingos que representa os mais de 250 mil adventistas no Estado de São Paulo que torna esse território um lugar para se morar por meio das suas ações voluntárias e de amor ao próximo. Para mim é uma honra entregar essa placa nas mãos dele”, afirmou o vereador.
A Aula Magna contou com a presença de autoridades eclesiásticas, públicas e dos alunos do próprio centro universitário. Além da palestra do governador Geraldo Alckmin, o programa ainda contou com a apresentação musical do Jovem Coral e Coral Expressão Jovem da Academia de Artes da instituição. Ao final, o pastor Domingos Souza fez uma oração de dedicação e agradecimento ao governador do Estado.

Por Mairon Hothon